"A CLINVET é um hospital veterinário 24 horas que cuida do seu pet com
competência e amor" Dra. Paola Américo

 

ATENDIMENTO
24 HORAS

dog cute_ratio

10 Curiosidades sobre os Totós

10 curiosidades sobre os Totós 

Eles são como os seres humanos… podem até terem comportamentos parecidos, mas não existe um Totó que seja igual ao outro. Uns maiores, outros menos. Uns beeeeem maiores, outros beeeeem menores. Já imaginou um cachorro que possa ser mais pesado que o dono? Tem. E um com orelhas que parecem não tem fim? Já existiu também. Um cachorro que simboliza a paz em algumas culturas… a razão pros Totós ficarem com a língua pra fora… a raça que tem uma mordida de uma tonelada e meia… o cão que poderia até ser multado por excesso de velocidade em radares urbanos… Pois é, existem mais coisas do que se pode imaginar nesse “mundo cão”. Então, prepare-se para uma lista de 10 curiosidades.

1.   A primeira é: da onde vem essa ideia dos Totós de enterrar ossos?? A mania foi herdada de seus ancestrais, os lobos. Enterrar o que sobrava das presas abatidas era questão de sobrevivência pra eles.

 

2.   Será possível um cão pesar mais de 100 quilos??? Sim! E até mais. O maior cão do mundo, segundo oGuinness Book de 1989, era o Mastiff inglês Zorba. Era enorme no tamanho: tinha 93,9 cm de altura e 2,5 m do nariz à pontinha da cauda. E pesava, acredite, 155,6 kg. Se já existiram maiores, não se sabe. Porque esse foi o último a ganhar o título. O Guinness Book decidiu não aceitar mais esse tipo de recorde, pois algumas pessoas estavam alimentando seus “cãezinhos” exageradamente, com o intuito de entrar para o livro.

 

3.   A raça que costuma ter os cães mais pesados é o são bernardo, que pode chegar a 125 quilos.

 

4.   E o menor cachorro? Fácil de imaginar qual a menor raça… Sim, o chihuahua! A raça pesa de 400 gramas a 2,5 quilos.

 

5.   E ter um Totó com orelhas maiores que uma régua?? Jack, um basset hound que morava na cidade de Fulda, na Alemanha, entrou em 2004 para o Guinness Book como o cachorro com as orelhas mais longas do mundo. Imagine só: elas mediam 33,2 centímetros.

 

6.   O cachorro da raça akita não é o maior, nem o menor, tampouco tem grandes extremidades… mas tem suas curiosidades também. Sabia que eles já foram usados como lutadores, caçadores de cervos, transportadores de trenó e até cães de guarda? Os cães akitas também são símbolos de saúde. No Japão, há um costume de se enviar pequenas estátuas dos animais da raça para pessoas doentes para que se recuperem logo e também para pais de bebês recém-nascidos como forma de desejar saúde.

 

7.   Sabe por que os cães costumam ficar com a língua pra fora? É que os Totós têm poucas glândulas sudoríparas e eles transpiram pela língua.

 

8.   Uma coisa é de se imaginar… a mordida de algumas raças são mais fortes que a de outras. Pois saiba que o fila brasileiro, mastim inglês, rottweiler e pitbull são os Totós de mordidas mais fortes. Só pra ter uma ideia… a mordida desses cachorros é entre 8 e 10 vezes mais forte do que a do homem. A do pitbull tem uma pressão de 1,5 tonelada e a do rotweiler, de 1,2 tonelada.

 

9.   A quantos quilômetros por hora um cãozinho pode chegar numa corrida?? Acredite, até 67km/h. O mais rápido que existe é o greyhound e é ele que atinge uma velocidade dessas.

 

10.   Os cães têm uma audição tão boa que conseguem ouvir ultra-sons (frequências acima de 20 mil Hz). Os comandos de voz podem ser detectados a 8 metros de distância, na surpreendente velocidade de 6 centésimos de segundo! Nem mesmo os menores barulhos podem escapar de seu ouvido aguçado: cães treinados podem achar cupins pelo som emitido por eles. Outro sentido apurado dos cachorros é o faro. Capazes de localizar produtos químicos, cadáveres, pessoas desaparecidas e vítimas em desabamentos ou soterramentos, os cães da raça bloodhound possuem o melhor olfato canino.

 

 

Escrito por Cristiane Amaral.

Cristiane Amaral é jornalista desde 2007. Atualmente, é repórter da Tv Tribuna, afiliada da Rede Globo na Baixada Santista e Vale do Ribeira. Trabalha com televisão desde a época dos estudos, já tendo passado pela produção de reportagens, edição, entrevistas, elaboração diária de textos até a apresentação de programas e telejornais. Nasceu e estudou em Santos, na Universidade Santa Cecília. Gosta de escrever sobre tudo, mas se dedica bastante a assuntos ligados à saúde, bem estar e comportamento em geral.