"A CLINVET é um hospital veterinário 24 horas que cuida do seu pet com
competência e amor" Dra. Paola Américo

 

ATENDIMENTO
24 HORAS

dog belly_ratio

A barriga da dona tá crescendo e o ciúme do Totó também? Ixi, hora de agir!!

 

Nunca duvide do faro do seu Totó. É capaz que ele perceba que você está grávida antes mesmo do seu exame dar positivo. Talvez ele perceba antes mesmo do exame positivo. Seu melhor amigo tem faro e logo nota que algo está diferente.

Não tem criança que percebe que um irmão está pra chegar? Pois é, os cães também sabem que o reinado será, em breve, dividido e pode também começar a ter comportamentos diferentes.

 

Segundo a veterinária especializada em comportamento animal, Flávia Vallejo, muitas vezes, alguns cachorros desenvolvem problemas de comportamentos direcionados ou não ao bebê, que poderiam ser evitados. É comum o Totóficar mais carente… um tanto mais irritado… ansioso, inquieto, desanimado… Até arredio e fazendo de tudo pra chamar a atenção dos donos que não param de medir as paredes daquele quarto que antes era escritório e agora ganha cores tons pastéis.

 

Acreditem, tem Totó que chega até a fazer xixi ou cocô no quarto novo, embaixo do berço, nas roupinhas do bebê, no sofá e nos brinquedos.

 

Quer uma dica??? Prepare seu cão. E ele e o novo membro da casa podem ser grandes amigos… grandes amigos como George e Lupo! Que George e que Lupo? Como assim? O baby e o Totó da família real inglesa!! Lembra da foto divulgada meses atrás em que o príncipe Willian e a princesa Kate Middleton aparecem na janela do palácio de Kensington, na Inglaterra, segurando o bebê George e o cão Lupo?? Pois é, numa simples foto o casal padrão inglês deu ao mundo um grande exemplo: de que o Totó não deve ser deixado de lado com a chegada de um novo membro e de que eles podem, sim, crescer como irmãos.

 

O que o príncipe e a princesa fizeram para que Lupo não tivesse ciúmes de George, ahhh, isso é segredo real. Mas aqui vão dicas que qualquer plebeu pode aplicar em casa para que o Totó não veja no bebê um inimigo. A primeira: vá preparando o terreno antes.  “Não exclua seu cão da rotina, deixe – o cheirar você mostre as coisas que você comprar para o bebê, como por exemplo, as roupinhas, fraldinhas de pano, brinquedinhos, tudo o que for ser lavado, seu cão pode inspecionar antes. Ande com o carrinho pela casa, deixe algumas roupinhas no ambiente, permita que o cachorro inspecione o quarto e o berço”, aconselha Flávia Vallejo.

 

A veterinária dá ainda outra dica para ser aplicada antes da chegada do bebê: diminuir um pouco a atenção que é dada ao Totó para que ele se acostume. “Certamente a diminuição de atenção é a coisa mais previsível que vai acontecer e pra isso devemos começar, semanas antes do bebe chegar, diminuir a atenção que damos aos animais, além de diminuir, devemos ignorar algumas tentativas que eles fazem em chamar nossa atenção. O objetivo dessa atitude não é punir o animal, é ensiná-lo aos pouquinhos que ele sobrevive bem com a frustração e quando o bebe chegar, essa mudança não será brusca. É preciso que os proprietários entendam que isso não é crueldade, é segurança futura para o cão e para a família”.

 

Em vez de isolar o quarto da criança, feche a porta do cômodo por alguns períodos e abra em outros. É um treino para que o animal fique relaxado e tranquilo se houver limitação do acesso. Depois, se for a intenção, deixe a porta fechada. Ele já estará preparado. “Muitas famílias não querem que o cachorro tenha acesso ao cômodo do bebe que hoje é permitido. Não espere o bebê chegar para restringir a entrada do cachorro, desde cedo impeça a entrada dele no determinado cômodo”, diz Flávia.

 

Quando o novo reizinho chegar, não mude a rotina do cão totalmente. Deixe o Totó chegar perto e cheirar a criança. E quando o bebê dormir???

 

Aproveite pra dar muita atenção ao Totó. Se você precisar de ajuda para passear, por exemplo, peça pra alguém, só não deixe sentir abandonado.

 

Flávia Vallejo ressalta ainda que é importante que ele associe o novo membro da família com coisas boas, por isso é interessante dar bastante atenção, carinho e petisco na presença do bebe, assim o cão associará que sempre que o bebê estiver por perto, coisas legais acontecem e a chance dele ficar com ciúmes diminui muito!

 

“Se o cão associar o cheiro do bebê com coisas agradáveis, ele rapidamente achará que faz parte da ‘matilha’. Uma dica legal é lavar um paninho com o sabonete do bebê ou esfregar um pano nas roupas do bebê. O intuito é deixar o cheiro da criança nesse paninho e colocá-lo embaixo do pote de ração ou na caminha para seu cão tirar um cochilo com o cheiro do bebe. Assim, quando o cão e o bebê estiverem sozinhos, o Totó já vai reconhecer o bebe sem problemas”, aconselha Flávia.

 

Seguindo esse passo a passo, as chances de seu Totó ser um futuro Lupo e tirar uma ‘foto fofa’ com seu bebê é grande… Portanto, aos poucos, prepare o seu ‘retrato real’. “

 

Escrito por Cristiane Amaral.

Cristiane Amaral é jornalista desde 2007. Atualmente, é repórter da Tv Tribuna, afiliada da Rede Globo na Baixada Santista e Vale do Ribeira. Trabalha com televisão desde a época dos estudos, já tendo passado pela produção de reportagens, edição, entrevistas, elaboração diária de textos até a apresentação de programas e telejornais. Nasceu e estudou em Santos, na Universidade Santa Cecília. Gosta de escrever sobre tudo, mas se dedica bastante a assuntos ligados à saúde, bem estar e comportamento em geral.