"A CLINVET é um hospital veterinário 24 horas que cuida do seu pet com
competência e amor" Dra. Paola Américo

 

ATENDIMENTO
24 HORAS

dog collar_ratio

E agora, qual coleira escolher pro Totó?

Não, não vamos falar aqui de qual cor combina melhor com a tonalidade dos pelos, até porque isso é muuuito pessoal. Até porque sabemos que as donas preferem as guias com lacinhos, estampadas, com desenhos ou então com vários penduricalhos. Já os homens, sabemos também, que quase sempre escolhem enforcadores e acessórios de couro com metais e amortecedores, para que o Totó fique com aquela cara de macho malvadão.

 

Além dos gostos pessoais, entrar em um pet shop nos dias de hoje é ver uma variedade imensa de produtos. Existem guias, peitorais, enforcadores e coleiras de vários modelos e tamanhos, cores e estampas.

 

O que o dono precisa lembrar antes de escolher o acessório pela estética, é que se deve considerar a raça, o porte e a idade do bichinho. E quase sempre o acessório mais adequado é o mais simples, confortável e seguro.

 

A famosa coleira, é a melhor opção para o passeio comum com o Totó. Lembre-se de escolher uma confortável e resistente, com largura compatível com o porte do animal. As mais recomendadas são as de nylon. Ao colocá-la, ajuste bem no pescoço do cão.

 

Caso conduzir o Totó com uma coleira simples, não seja assim tão simples para o dono, a headcollar é uma boa escolha. Elas se fazem necessárias para cães de porte grande e gigante. É aquela que envolve tanto a cabeça, quando o focinho do cão, o que faz o dono conduzir o Totó sem a necessidade de fazer muita força física – mesmo que seja um cão grande e pesado – e também sem machucá-lo, nem enforcá-lo.

 

Maaaaas… é muitas vezes complicado fazer com que o cão acostume com esse acessório. Siga o manual de instruções de uso e se for preciso, procure um adestrador acostumado com a headcollar.

 

Outra opção comum são as guias de algodão, de corda, de couro ou nylon com mosquetão giratório. Os especialistas dizem que o tamanho mais recomendado é um metro e meio. Se achar que o Totó se comporta bem no passeio e quiser das uma movimentação extra, procure uma guia longa de 10 metros de nylon, corda ou algodão. Lembre-se que a guia deve ser compatível com o tamanho do cão. As leves e, ao mesmo tempo, resistentes são as mais indicadas.

 

E sabe aquelas guias retráteis? Evite, porque ela estimula o Totó a puxar. Outras também pouco recomentadas são: as elásticas ou com amortecedores, já que apenas amortecem o impacto e também estimulam seu cão a puxar ainda mais; as grossas, pesadas e com metais, porque não são práticas e são desconfortáveis pro dono e pro Totó; e as muito finas são difíceis para segurar.

 

Para cães bem pequenos, é uma boa comprar as peitorais. Mas só para os pequeninos. Como o peitoral estimula o cão a puxar, quanto maior o cão, maior será a dificuldade para conduzi-lo.

 

Tem ainda a categoria que pretende causar desconforto no cão para que não puxe: são os enforcadores. Ai, ai… esses merecem muita, mas muita atenção. Devem estar bem ajustado no pescoço do cão e a largura deve ser compatível com o seu porte.

 

Existem vários modelos de enforcadores: de elos de metal, de corda, couro e nylon são os mais comuns. Merecem atenção do dono: se não utilizados corretamente, podem ferir o cão. E sem orientação profissional o que acontece é que muitos Totós se acostumam com o desconforto, continuam puxando e se enforcam e se machucam o passeio todo. Os preferíveis são os de corda, nylon ou de couro por serem são mais confortáveis e seguros.

 

Tem ainda uns enforcadores com limitador, que podem ser ajustados para enforcar o cão apenas até um determinado ponto, portanto, mais seguros pro Totó. E também as carranas que são assustadoras coleiras com grampos que ferem o pescoço do cão. Quanto mais ele puxa, mais se machuca, podendo até perfurar a traqueia. Ou seja, muito perigosas e que deveriam estar na categoria “não comprar de jeito nenhum”.

 

Ufaaaa… são esses os modelos no mercado para donos que querem passear com seus Totós, mas acima de tudo vê-los saudáveis e felizes. Então, escolha a opção que melhor se adapta às características do amigo de patas e bom passeio pra vocês.

 

Escrito por Cristiane Amaral.

Cristiane Amaral é jornalista desde 2007. Atualmente, é repórter da Tv Tribuna, afiliada da Rede Globo na Baixada Santista e Vale do Ribeira. Trabalha com televisão desde a época dos estudos, já tendo passado pela produção de reportagens, edição, entrevistas, elaboração diária de textos até a apresentação de programas e telejornais. Nasceu e estudou em Santos, na Universidade Santa Cecília. Gosta de escrever sobre tudo, mas se dedica bastante a assuntos ligados à saúde, bem estar e comportamento em geral.