"A CLINVET é um hospital veterinário 24 horas que cuida do seu pet com
competência e amor" Dra. Paola Américo

 

ATENDIMENTO
24 HORAS

dog scratching 02_ratio

Totó com caspa?

Por baixo dos pêlos, a pele começa a escamar, um cheiro desagradável aparece, o Totó não para de coçar… está esquisito… parece caspa. Mas caspa em cachorro??? Pois é, é caspa mesmo.

Assim como nós, os Totós também podem ter caspa… Os “porquês” são muitos e a má alimentação é um dos principais. Segundo a médica veterinária Paola Oliveira, em geral, a caspa pode aparecer com a falta ou excesso de gordura, proteína, vitamina A, zinco, má absorção, problemas no metabolismo e endócrinos, alergia a pulgas e carrapatos, infecções, sensibilidade a produtos como o xampu e o tempo muito seco.

“Os sintomas principais são a oleosidade e o mau cheiro, no caso da seborreia oleosa, e a descamação excessiva na seborreia seca. E essa época de transição das estações do ano e o tempo seco fazem com que os sintomas piorem muito até que a pele se adapte ao novo clima”, explica Paola.

Todas as raças podem ter caspa. Algumas raças têm maior predisposição a desenvolver a doença, como o Cocker, Beagle, Labrador, Pug, Pinscher, Daschund, Lhasa Apso, Boxer, Buldogue.

Cuuura mesmo, a seborreia não tem não. Mas dá pra controlar a caspa com ração de boa qualidade, com níveis balanceados de proteínas, vitaminas, carboidratos e ácidos graxos ômega 3 e 6. Há também xampus caninos específicos para a fase do problema com a frequência prescrita pelo veterinário e que podem ajudar na estabilização da caspa.

Cristiane Amaral é jornalista, pós-graduada em marketing. Foi repórter da TV Tribuna, em Santos, e atualmente da TV Globo, em São Paulo. É mãe da Malala, uma maltês conectada nas redes sociais @malala_dog.